Por Mari Cordeiro

Medo de dirigir, de voar, de animais. Conflitos na relação familiar ou de trabalho. Insegurança para tomar uma decisão importante. Se afastar de lembranças perturbadoras. Se apresentar em público. Essas e muitas outras situações são consideradas traumáticas para muitas pessoas. Traumas não são apenas coisas com uma imagem marcante como assalto, luto ou acidente. Situações de pequenos abusos recorrentes, doenças, mudanças físicas, brigas, mudanças de casa, trabalho e relacionamentos são também oportunidades para o trauma se alojar.

Temos comportamentos ineficazes quando não conseguimos seguir adiante, virar a página e nos mantemos paralisados ou engatilhados. Isso revela o quanto as situações vivenciadas ainda não foram elaboradas, os pensamentos continuam recorrentes e as emoções afloradas, gerando comportamentos insatisfatórios. Metas? Como chegar lá com tantas “distrações”?
O coaching convencional tem sua eficácia. Aliás, a moda dos últimos tempos é fazer coaching. É ótimo ter uma oportunidade para se fechar para balanço, mergulhos, reflexões e reformulações, mesmo que seja por uma hora semanal. Acontece que somos multifacetados e esta diversidade requer um olhar criterioso. Os processos de coaching nem sempre resolvem tudo o que se pretende. Como em qualquer profissão nem todo coach tem a habilidade para te compreender e aplicar as ferramentas certas naquela situação.

Leia também:  Plano de negócios | Mercado Brasil

Partindo do pressuposto que a escolha do profissional que o atenderá foi acertada, é preciso ter em mente duas coisas: quais são realmente as propostas do processo de coaching e quais outras interferências podem ocorrer e impactar no objetivo final do processo? No entanto se a questão for referente a traumas o processo convencional se torna lento e os resultados pouco notados. Na terapia é possível trabalhar os traumas, porém os resultados levam tempo para aparecer.

Com as ferramentas da neurociência, psicologia e física quântica, o coaching Mente & Saúde consegue oferecer resultados consistentes, eficazes e permanentes na resolução de traumas e liberdade para enfim alcançar as tão almejadas metas. Também é possível saber como lidar com traumas, somatizações, emoções e stress porque ele oferece ferramentas que auxiliam na lapidação de indivíduos mais conscientes sobre seus propósitos e conectados a estes, integrados e saudáveis.

Este trabalho desperta o entendimento sobre os diferentes níveis de consciência do ser humano e suas consequências. Promove compreensão sobre a visão quântica de homem, considerando doenças e saúde. Identifica fortalezas e potencialidades na construção de um ser humano saudável e realizado. Proporciona aos indivíduos a construção de recursos internos para lidar com situações de stress capacitando-os a promover saúde e integração. Possibilita internalizar conceitos novos, experimentá-los e quebrar paradigmas. Uma experiência que sem dúvida, vale muito a pena.

Leia também:  O futuro da cadeia de suprimentos

Mari Cordeiro é psicóloga, máster coach, ativista quântica e fundadora da Mente & Saúde.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *